Manaus – Na chegada à emissora, o candidato a prefeito de Manaus, vice-líder do Governo Bolsonaro na Câmara, deputado federal, Capitão Alberto estava acompanhado de sua esposa, Fernanda Cavalcante, do vice, o empresário Orsine Jr. e da assessora, Valéria Costa.

Foi o primeiro a ser sorteado e afirmou que Manaus precisa de um prefeito presente para governar nesse momento tão difícil da saúde e da economia por conta da pandemia do Covid-19.

Alberto apresentou sua propostas com a cidade de Manaus nos setores de saúde, geração de emprego e renda e na capacitação e armamento da Guarda Municipal.

Ao ser questionado sobre projeto de melhoria na área da saúde, falou sobre seu compromisso com a cidade de Manaus e o candidato que fez a pergunta concordou com o Capitão, mostrando que o projeto dele é aprovado até pelo opositor.

“A Prefeitura de Manaus foi omissa ao combate no coronavírus. No momento que nosso povo mais precisou da figura do Estado se omitiu. Manaus é uma das piores capitais em cobertura de atenção básica e a prevenção salva vidas. O Governo Federal tem um programa estratégia de Saúde da Famílila, que paga agente comunitários de saúde. Precisamos aumentar os agentes de saúde, atualmente temos em torno de mil e podemos ter até cinco mil agentes, por causa da nossa população. É o agente comunitário usando a tecnologia, batendo na tua porta e fazendo o teu prontuário eletrônico e verificando se você tem alguma doença e se necessário usar medicação, vamos deixar esse remédio na sua porta, pois é mais barato agir dessa forma do que no futuro necessitar de uma cirurgia ou internação”, explicou Alberto Neto.