Bolsonaro critica decisão da ministra do STF, Rosa Weber, que liberou Wilson Lima de depor em CPI

Por Almeida em 10 de junho de 2021 às 16:14 | Atualizado 10 de junho de 2021 às 16:30

Brasil – O presidente Jair Bolsonaro criticou nesta quinta-feira (10) a decisão da ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), que permitiu que o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), não comparecesse à CPI da Covid. A magistrada concedeu um habeas corpus para que o chefe do Executivo estadual não comparecesse ou que permanecesse em silêncio. O presidente voltou a reclamar que o foco da CPI não está nos governadores, mas em sua gestão frente à pandemia.

“Vocês viram a decisão da ministra Rosa Weber sobre o governador do Amazonas? Se quiser, não precisa ver, não. Querem investigar quem mandou o dinheiro, e não quem, possivelmente, talvez, tenha desviado. Pode comparecer e ficar quieto também”, disse o presidente a apoiadores na saída do Palácio da Alvorada.

Wilson Lima decidiu não ir depor à CPI, no Senado. Ele foi convocado e a oitiva estava marcada para esta quinta-feira. Advogado do governador, Nabor Bulhões afirmou que o governador não vai comparecer à comissão “porque a convocação (não convite) teve caráter político e teve a finalidade de expor e execrar o governador”.

Com informações do Correio Braziliense. 

Deixe seu comentário