Brasil – Um nova pesquisa para as Eleições 2018, o Instituto Paraná Pesquisas divulgou na terça-feira, 31, três cenários com nomes diferentes do PT para a presidência. Em todos os panoramas, o deputado Jair Bolsonaro (PSL) iria para o segundo turno.

Tanto na simulação com Fernando Haddad, ex-prefeito de São Paulo, como com o ex-governador da Bahia Jaques Wagner sendo candidatos do PT, Bolsonaro lidera. Na primeira simulação (com Haddad), ele aparece com 23,6% das intenções de voto. Na segunda (com Jaques Wagner), Bolsonaro tem 23,5% da intenção de voto. Os petistas teriam 2,8% dos votos.

O deputado iria para o segundo turno ou com Marina Silva (Rede) ou com Ciro Gomes (PDT), que estão tecnicamente empatados, dentro da margem de erro de dois pontos percentuais. A pesquisa mostra a candidata da Rede com 14,4% dos votos no cenário com Haddad e 14,3% na simulação com Jaques Wagner. Já Ciro tem 10,7% no cenário com Haddad e 10,8% na simulação com Wagner.

Apenas Lula seria capaz de ‘desbancar’ os concorrentes. Se a eleição fosse hoje, o ex-presidente teria 29% dos votos, contra 21,8% do capitão da reserva Jair Bolsonaro, segundo o Paraná Pesquisas. Os demais candidatos teriam menos de 10% das intenções de voto cada.

Realizado com 2.240 eleitores em todas as regiões do Brasil, o levantamento mostra ainda o potencial eleitoral dos principais candidatos à presidência. Mais da metade afirmou que “não votaria de jeito nenhum” em sete candidatos: Lula (54,1%), Jair Bolsonaro (54,3%), Marina Silva (55,2%), Ciro Gomes (58,9%), o candidato do PSDB Geraldo Alckmin(63,3%), Fernando Haddad (67%) e Henrique Meirelles (62,3%), ex-ministro da Fazenda e candidato do MDB.

Somente o senador Alvaro Dias (Podemos) tem rejeição menor: ‘apenas’ 46% dos entrevistados disseram que não votariam nele de forma alguma.

Em comparação com o levantamento de maio do Paraná Pesquisas, a rejeição à maioria dos candidatos aumentou. Naquele mês, 49,6% “não votaria de jeito nenhum” em Bolsonaro. Nesse mesmo tópico, Marina Silva tinha 51,5% – rejeição menor à época que as apresentadas para Ciro Gomes (55%), Geraldo Alckmin (61,3%) e Fernando Haddad (66,1%). Não houve divulgação sobre esse item específico para Lula e Alvaro Dias em maio.

Ainda no cenário de potencial eleitoral, na nova avaliação, 21,3% dos entrevistados pelo Paraná Pesquisas dizem que “votariam com certeza” em Lula para presidente do Brasil. Neste quesito, Jair Bolsonaro tem 15,7% de votos garantidos, segundo o levantamento, seguido por Marina Silva (6,3%), Ciro Gomes (4,2%), Geraldo Alckmin (4%) e Alvaro Dias (2%). Apenas 0,5% votariam com certeza em Fernando Haddad e 0,3% em Henrique Meirelles.

Fonte: tribunapr