Brasil – O prefeito eleito de Goiânia, Maguito Vilela (MDB), que estava licenciado do cargo, morreu nesta quarta-feira (13), aos 71 anos. O político estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, devido a uma infecção pulmonar em decorrência da covid-19. O anuncio foi feito pelas redes sociais do prefeito.

Maguito teve seu último compromisso de campanha em 18 de outubro de 2020, quando estava com suspeitas de infecção pelo coronavírus. O diagnóstico saiu dois dias depois e, desde então, o quadro de saúde dele se agravou e ele precisou ser internado no Hospital Albert Einstein no dia 27 de outubro. A primeira intubação foi no dia 30 daquele mês.

Após o então candidato apresentar melhora, os médicos retiraram a sedação em 8 de novembro, uma semana antes da eleição. No dia da votação em primeiro turno, porém, ele apresentou piora no estado de saúde e precisou voltar para a entubação.

No segundo turno, em 15 de novembro, Maguito Vilela foi eleito prefeito de Goiânia com 52,6% dos votos, derrotando o senador Vanderlan Cardoso (PSD). A posse, em 1º de janeiro de 2021, ocorreu de maneira virtual devido à internação do político — o vice dele, Rogério Cruz (Republicanos), assumiu em seguida.