Manaus – Em pronunciamento durante a sessão virtual da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) desta quarta-feira (27), a deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB) propôs a criação de mutirões de saúde para regularizar a realização de cirurgias eletivas que foram adiadas ou canceladas por conta da pandemia do novo coronavírus.

De acordo com a parlamentar, é preciso fazer um planejamento, juntamente à Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (Susam) para que os mutirões sejam executados da melhor forma possível. Alessandra destacou, ainda, que os cancelamentos estão acontecendo em todo o país.

“Estamos passando por um momento onde, além do coronavírus, mortes por doenças crônicas estão em grande volume. Cirurgias eletivas previamente agendadas, oncológicas e cardíacas, por exemplo, estão sendo canceladas e adiadas em todo o Brasil. Precisamos de um planejamento pós pandemia e um mutirão para as cirurgias, principalmente em municípios-polo, onde cirurgias foram adiadas porque os profissionais estão se dedicando ao combate à Covid-19 ou foram afastados por conta da doença”, disse.

Alessandra destacou dados apresentados pelas Sociedades Brasileiras de Brasileiras de Cirurgia Oncológica e de Patologia que apontam que, devido à pandemia, houve redução de 90% de exames que deveriam ser oferecidos em hospitais públicos e particulares no Brasil todo. Os estudos indicam, ainda, que por conta do diagnóstico tardio, o número de casos de câncer devem aumentar no estado de São Paulo, mas que o cenário pode se repetir em outros estados.

“Além de doenças oncológicas, haverá um aumento significativo de doenças cardíacas após a pandemia. Isso se deve a três fatores: as pessoas não vão aos hospitais com medo de contrair a Covid-19, então só decidem ir quando os sintomas já são graves; há a procura tardia por conta dos exames que estão sendo desmarcados em hospitais públicos e particulares; e devido ao cancelamento das cirurgias eletivas em todo o país”, explicou.

A deputada sugeriu, também, a criação de uma campanha de combate às doenças crônicas nas redes sociais da Casa, como forma de informar a população sobre formas de prevenção, sintomas e tratamento dessas doenças.

Assessoria da deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB)
Jornalista Ana Luiza Santos 
Foto: Aleam