Manaus- Durante sessão realizada na manhã desta terça-feira (11), a deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB) utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) para defender a delegada-geral da Polícia Civil do Amazonas, Emília Ferraz, que tem sido alvo de fake news publicadas em blogs e sites, anunciando sua suposta exoneração do cargo.

Para a parlamentar, o fato de Emília ser a primeira mulher na história do Amazonas a ocupar o cargo de delegada-geral na instituição é o principal motivo da campanha contra a sua permanência.

“A delegada Emília assumiu o cargo há quatro meses e tem desempenhado um trabalho brilhante, onde economizou, apenas nesse período, mais de R$3 milhões só na administração da unidade. Não existem denúncias ou processos administrativos que justifiquem a sua substituição. Não vão sujar a imagem da primeira mulher no estado a estar à frente da Polícia Civil do Amazonas”, disse.

A deputada voltou a falar sobre campanhas difamatórias e o machismo com que ela e as deputadas Joana Darc (PL), Therezinha Ruiz (PSDB) e Mayara Pinheiro (PP), únicas mulheres entre os 24 deputados, sofrem no exercício de seus mandatos.

“Durante quatro anos, fui a única mulher nessa Casa e sofri todos os tipos de ataque machistas que se pode imaginar. Hoje, defendo, sim, minhas colegas e qualquer mulher que exerça um cargo de liderança e esteja fazendo um bom trabalho. Mesmo após tantas lutas e direitos conquistados, a mulher que se impõe e ocupa grandes cargos, é chamada de louca, histérica, ou simplesmente colocada como alguém difícil de se lidar”, completou.

A líder do governo na Aleam, deputada Joana Darc, também utilizou a tribuna para repudiar os ataques à delegada e acrescentou que o governador Wilson Lima (PSC) afirmou que não há intenção de substituir Emília Ferraz. Em coro às colegas, os deputados Wilker Barreto (Podemos), Delegado Péricles (PSL), Serafim Corrêa (PSB), Therezinha Ruiz (PSDB) e Carlinhos Bessa (PV).

Rocam Motos

Também na manhã desta terça-feira, Alessandra participou do lançamento do programa “Rocam Motos”, que vai facilitar a atuação de policiais em locais de difícil acesso em Manaus. Na solenidade, foram entregues 60 motocicletas que vão atuar no patrulhamento nessas áreas. A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) também adquiriu rádios e fardamentos diferenciados.

O programa será implantado em áreas da capital com índices elevados de criminalidade, além de bairros com intensa atividade comercial, como Centro, Vieiralves e Manôa, intensificando o trabalho das forças de segurança no combate aos roubos e furtos a lojas e estabelecimentos.

 

Assessoria da deputada estadual Alessandra Campêlo =- MDB
Jornalista Ana Luiza Santos 
Fotos: Jimmy Christian