Amazonas – O deputado Carlinhos Bessa da base do governo na Assembleia Legislativa do Amazonas, teve seu nome envolvido em lista apreendida no gabinete do governador Wilson Lima com a anotação de ‘5%’.

Carlinhos Bessa amigo do governador, apagou as fotos em que Wilson Lima aparecia, diferente da deputada Joana Darc, o deputado não desativou os comentários.

Um documento da Polícia Federal que relata itens apreendidos durante a Operação Sangria, deflagrada em Manaus no último dia 30, aponta que foi encontrada uma folha de anotações na mesa do gabinete do governador Wilson Lima, alvo das investigações, na qual consta uma lista com nomes de oito deputados estaduais do Amazonas, ao lado de uma anotação: “5%”. A investigação aponta supostas fraudes e desvios de dinheiro na compra de respiradores para atender casos de Covid-19 no estado, que já registra mais de 2,8 mil mortes pela doença, até esta sexta-feira (3).

Na lista, escrita a mão, aparecem os nomes que seriam referências aos parlamentares: Joana Darc (PL), Roberto Cidade (PV), Carlinhos Bessa (PV), Mayara Pinheiro (PP), Therezinha Ruiz (PSDB), Saullo Vianna (PTB), Abdala Fraxe (Podemos) e Belarmino Lins (PP). O valor de 5% está escrito junto dos nomes.

O governador Wilson Lima afirmou, por meio de nota, que as anotações “não contêm absolutamente nada que indique quaisquer ilícitos”. Segundo o governador, são anotações avulsas e sem conexão. O G1 entrou em contato com os deputados citados, mas não obteve resposta até o fechamento desta matéria. A PF informou que não vai comentar.