“Zé Vaqueiro” é preso com drogas escondidas no sapato

Por Thiago Quara em 14 de janeiro de 2022 às 14:29 | Atualizado 14 de janeiro de 2022 às 14:29

Brasil – De acordo com o Código Penal Brasileiro, vender, comprar, produzir, guardar, transportar, importar, exportar, oferecer ou entregar drogas para consumo, mesmo que de graça, é crime, com pena de 5 a 15 anos de reclusão e pagamento de multa de R$ 500 a R$1500 dias-multa.

João Wallace Santos, de 19 anos, conhecido no mundo do crime como “Zé Vaqueiro”, foi preso em flagrante por tráfico de drogas. O caso aconteceu em Muaná, no Marajó.

De acordo com informações repassadas pela 20° Companhia de Polícia Militar, comandada pelo Major Kojak, após diversas denúncias anônimas, o jovem foi abordado e após ser indagado pelos militares confessou que tinha uma certa quantidade de drogas em casa e que iria comercializar o entorpecente.

Ao chegar em sua residência, “Zé Vaqueiro” apontou uma árvore e disse que lá estavam os entorpecentes. Foi checado o local e constatado que dentro de um sapato, pendurado na árvore, haviam 4 papelotes de substância análoga  a cocaína.

Wallace informou aos policiais militares que investiu R $400 nas porções e estava comercializando por R$50 para obter retorno de R$ 800 após as vendas. O jovem foi conduzido e apresentado na Delegacia de Polícia Civil de Muaná para procedimentos cabíveis.

Deixe seu comentário