Vinte e dois presos cavam buraco e fogem de delegacia

Vinte e dois presos fugiram da carceragem da Delegacia de Senhor do Bonfim, na região norte da Bahia, na madrugada desta segunda-feira (31), 23 dias após uma rebelião na unidade. De acordo com informações da Polícia Civil, os homens cavaram um buraco que ligou uma das celas até o calçamento da rua, para conseguir fugir.

Conforme o delegado Leonardo Virgilio Oliveira, titular da delegacia, os suspeitos estavam presos por crimes como tráfico de drogas, roubo e homicídio. Policiais realizam buscas na região a procura dos fugitivos. Até a publicação desta reportagem, nenhum deles havia sido capturado. Ainda segundo o delegado Leonardo Oliveira, a carceragem tem capacidade para 60 presos e abrigava 121.

Rebelião

A rebelião na delegacia ocorreu entre a noite do dia 7 de julho e a madrugada do dia 8. De acordo com a polícia, durante a ação, sete detentos ficaram feridos após serem feitos reféns pelos colegas de cela. Os homens foram amarrados a grades e espancados, segundo a polícia. Os detentos foram atendidos pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu).

A rebelião começou porque os detentos reclamavam da falta de água, já que a cidade enfrenta racionamento, e continuou mesmo após a chegada de um carro-pipa. A ação só foi controlada após negociação, com ajuda da Polícia Militar e do Ministério Público. Foi instaurado inquérito policial e os responsáveis pela rebelião irão responder judicialmente.

Campo Formoso

Outros dois presos fugiram da Delegacia de Campo Formoso, também na região norte do estado, na madrugada desta segunda-feira (31).

Conforme informações do delegado, Edilzon Alves Santana, que é titular da unidade, os homens tiveram acesso à rua após abrirem um buraco na parede de uma das celas.

De acordo com o delegado, a fuga foi descoberta durante a manhã, quando foi realizada a contagem dos presos. Policiais fazem buscas na cidade para prender os criminosos, que estavam presos por furto e estupro. Até a publicação desta reportagem, nenhum deles havia sido capturado.

O delegado informou ainda que a carceragem da delegacia tem capacidade para 14 detentos, mas abrigava 44. Segundo o delegado, o buraco na parede da cela foi tapado para evitar novas fugas.

Com informações- G1

ver mais notícias