Meningite - Topo Postagem

Taxista é assassinado com tiro na cabeça após irmã ter casa invadida, em Manaus

Manaus – Na noite desta quarta-feira (26), Arleison de Souza Serrão, 22, foi assassinado com um tiro na cabeça dentro do táxi que usava para trabalhar.

A vítima foi atraída por dois passageiros até uma emboscada na rua Nova Olinda, bairro Petrópolis, Zona Sul de Manaus. Dois criminosos, em outros veículos, foram vistos no local do crime. Nenhum pertence do taxista foi roubado. Dias antes, a casa de uma irmã da vítima foi invadida por homens encapuzados.

Testemunhas relataram à Polícia Civil que dois passageiros saíram do carro após um deles disparar o tiro contra o taxista. Os dois fugiram em uma motocicleta e em um carro, que aguardavam no local. Dois homens foram vistos dando apoio aos criminosos.

A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) é responsável pelas investigações.

A Polícia Civil informou que o celular, carteira, documentos e a mochila de Arleison Serrão não foram levados pelos criminosos. O crime tem características de um assassinato encomendado, segundo informações preliminares da polícia.

De acordo com a família do jovem, Serrão tinha iniciado atuação de taxista há cinco dias e usava um táxi alugado.

Pouco mais de uma hora antes do crime, o jovem falou com a mãe pelo telefone. “Ontem ele me ligou umas 22h e falou que estava no ponto de táxi que fica no Vieralves. Perguntei: meu filho, não é perigoso ficar aí? Ele disse: não, não é, mãe”, conta a mãe de Arleison.

A família disse que o jovem não relatou estar recebendo ameaças de morte. Porém, os familiares desconfiam que o assassinato pode ter ligação com dois recentes crimes que o jovem foi vítima.

Outros dois crimes

Na terça-feira (25), suspeitos arrombaram a quitinete que o taxista morava no bairro Santa Etelvina, na Zona Norte da capital. Serrão não estava no local e uma quantia de R$ 400 foi furtada. Desde então, o jovem não estava dormindo no local.

“Ele ficou com medo de dormir na quitinete depois que entraram lá. Ele me disse que estava perigoso e tinham levado o dinheiro que ia pagar o aluguel do táxi”, disse a mãe.

Uma irmã do taxista teve a casa invadida por quatro homens encapuzados na sexta-feira (21). Os criminosos renderam a mulher, os dois filhos dela e dois sobrinhos no imóvel no bairro União da Vitória. Os criminosos foram violentos e chegaram agredir a mulher com coronhadas. Os assaltantes roubaram um veículo modelo Gol, duas TVs e três celulares.

Após o assalto, Serrão auxiliou a Polícia Militar com buscas pela comunidade. “Não sabemos se viram ele com a Polícia Militar e quiseram se vingar ou se ele discutiu com alguém”, disse a irmã, que prefere não ser identificada.

A Polícia Civil irá investigará as hipóteses de motivação do assassinato para identificar e prender os suspeitos.

ver mais notícias