Manaus – Na noite de quinta-feira (03), por volta das 23h30, policiais civis do 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP) prenderam em flagrante Max Willians Muniz Aleixo, de 47 anos, por estupro de vulnerável. A prisão ocorreu na residência do infrator, situada na rua Jonathas Pedrosa, bairro Centro, zona sul da capital, após denúncia de que ele teria oferecido bombons a uma criança de 11 anos, que reside nas proximidades da casa dele, e em seguida beijar a garota a força.

De acordo com o delegado Mauro Duarte, plantonista do 1º DIP, o crime ocorreu na manhã do mesmo dia da prisão, por volta das 10h30, quando a menina estava em via pública, na rua Jonathas Pedrosa, Centro da cidade. Conforme Duarte, na ocasião, Max Willians ofereceu bombons para a vítima e a convidou para entrar na casa dele, momento em que a beijou a força.

“A criança, que ficou assustada, voltou para a casa dela, e à noite relatou para a mãe o que havia ocorrido. Imediatamente, a genitora da menina veio ao prédio do 1º DIP, onde registrou o Boletim de Ocorrência (BO). Assim que tivemos conhecimento da situação, fomos até a residência do homem, onde foi dada voz de prisão a ele”, relatou Duarte.

Flagrante – Max Willians foi autuado em flagrante por estupro de vulnerável. Ao término dos procedimentos cabíveis, ele será levado para audiência de custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, bairro São Francisco, zona sul de Manaus.