A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) retomou nesta semana as aulas do Curso de Pintura Predial no Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat), localizado no Km 08 da rodovia BR-174 (Manaus-Boa Vista). A capacitação havia iniciado em março, mas, devido à pandemia do novo coronavírus, teve que ser adiada logo após o primeiro dia de ensino.

Agora o curso está previsto para terminar em agosto. As aulas, divididas em teoria e prática, acontecerão de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h. A estimativa é de que 20 reeducandos do programa de ressocialização “Trabalhando a Liberdade” recebam, ao final, certificação com carga horária total de 160 horas.

Durante a capacitação, os internos irão adquirir diversos conhecimentos acerca do ofício de pintor, abrangendo introdução à pintura, saúde e segurança no trabalho, tintas em geral, ferramentas utilizadas na atividade e passo a passo do processo.

Também fazem parte da ementa os cuidados necessários que se deve ter para pintar paredes antigas, orçamento de materiais, cor da tinta e iluminação do ambiente, controle de qualidade, dicas de como prevenir e corrigir defeitos na pintura, meio ambiente e descarte correto de tintas. Como atividade prática, os participantes poderão pintar áreas dentro da unidade prisional carentes de reparos na pintura.

O diretor adjunto do Ipat, Dillaney Silva Fabar, falou como está sendo o retorno das aulas do Curso de Pintura Predial. “Continuamos seguindo rigorosamente todas as recomendações de saúde para a prevenção do contágio do coronavírus no retorno gradual das atividades do sistema prisional. É importante que os reeducandos se sintam seguros durante a capacitação”, pontuou.

Remição pelo estudo – Conforme determina a Lei de Execução Penal (LEP), os reeducandos que estão participando do curso têm direito a remir um dia da pena a cada 12 horas de frequência escolar.