Saiba o que aconteceu com ‘velho da lancha’ que foi flagrado com menina pequena; veja vídeo

Por Sthefane Campos em 25 de novembro de 2021 às 9:25 | Atualizado 25 de novembro de 2021 às 9:25

Brasil – Um homem, identificado como Rosinaldo Andrade Messias, de 41 anos, foi assassinado a tiros dentro da casa que vivia na noite da última terça-feira (23), após a divulgação de um vídeo onde ele aparece beijando uma criança de seis anos durante um passeio de barco. O caso ocorreu em Itaquiraí, em Campo Grande (MS).

“Ontem por volta de 12h começou a circular um vídeo que um homem dando um beijo na boca de uma criança, o nosso serviço de investigação começou a analisar e foram identificadas as pessoas, demos início a investigação e acionamos o Conselho Tutelar”, disse o delegado que investiga o caso, Eduardo Lucena.

A ocorrência envolve dois crimes, sendo um de estupro de vulnerável e outro de assassinato. No Boletim de Ocorrência (BO), consta que o crime aconteceu na noite de terça-feira (23), quando o homem foi encontrado morto na própria casa com um tiro na nuca.

No vídeo divulgado, o homem aparece em um barco com outras pessoas que gritam em comemoração quando uma criança é beijada na boca por ele. O ato ato libidinoso contra uma menina de 6 anos foi comemorado pelas pessoas que presenciaram.

Após o beijo, o homem olha sorrindo para filmagem e dá outro beijo, desta vez na cabeça da criança, que está sem a parte de cima da roupa. As imagens foram registradas pela própria mãe da menina no último domingo (21) durante um passeio, com quem o homem mantinha um relacionamento há quatro meses.

Veja o vídeo completo do homem beijando criança de 6 anos na boca

O assassinato

Com a repercussão do vídeo na cidade, o delegado explica que o homem chegou a ser levado para prestar esclarecimentos na delegacia tarde de terça-feira (23), e que foi aberto uma investigação contra ele por estupro de vulnerável. Contudo, como não houve flagrante, o homem foi liberado para retornar para casa enquanto a apreciação do pedido de prisão não havia sido autorizada.

“Conseguimos o endereço do homem e fomos atrás dos envolvidos, ele convivia com a vítima há pouco mais de quatro meses, eu interroguei ele, que admitiu o beijo, mas alegou que não abusou da criança. Como não houve flagrante, ele foi interrogado e liberado para retornar para casa, mais tarde fomos informados que ele havia sido assassinado”, disse o delegado.

Apenas ele e a namorada estavam na residência no momento do crime. Um homem armado teria entrado no local, por volta das 20h, e efetuado os disparos. Ainda não há detalhes a respeito do responsável pelos tiros. Após o assassinato do homem, moradores da região tentaram invadir a casa e dois deles foram detidos e autuados.

Além da Polícia Civil, o Conselho Tutelar também acompanha o caso e atua no sentido de preservar a segurança e integridade da menina.

 

 

Deixe seu comentário