São Paulo – O empresário Ivan Storel, 49 anos, foi preso essa semana, depois de a polícia ter sido acionada para atender um caso de violência contra mulher em Alphaville, bairro rico em Santana do Parnaíba, região metropolitana de São Paulo. Quando a Polícia Militar chegou no local, o homem resistiu à prisão e humilhou os policiais que foram atender a ocorrência.

“Você é um bosta. É um merda de um PM que ganha mil reais por mês, eu ganho 300 mil reais por mês. Quero que você se foda, seu lixo do caralho”, disse o empresário. Em seguida, após supostamente falar no telefone, ele continua: “Você não me conhece. Você pode ser macho na periferia, mas aqui você é um bosta. Aqui é Alphaville, mano”.
Entre insultos e xingamentos, Storel proíbe a aproximação do policial com ameaças. “Não pisa na minha calçada, não pisa na minha rua. Eu vou te chutar na cara, filho da puta”. No vídeo, os PMs não esboçam qualquer reação.

De acordo com informações policiais, a esposa do empresário ligou para a Polícia Militar por causa de uma briga entre eles, com possível agressão ou ameaça. Um policial militar homem e uma mulher foram mandados para atender a ocorrência.

Chegando no local, o empresário teria se recusado a falar com os policiais e, então, começaram os xingamentos. O PM pediu para a companheira de viatura filmar as agressões verbais por parte de Storel e solicitou apoio do Comando de Grupo Patrulha.
Quando os outros carros da Polícia Militar chegaram, prenderam o empresário a força e o conduziram para a Delegacia de Defesa da Mulher. O caso foi registrado como desacato, desobediência, ameaça, injúria e violência doméstica.

Depois do registro do boletim de ocorrência, o empresário foi liberado para voltar para casa. A reportagem entrou em contato com Storel, que disse estar abalado psicologicamente e, por isso, não vai se manifestar.

Fonte: Ponte.org