Racha no FDN: João Branco saiu do FDN e vai para o Comando Vermelho, motivo das mortes dentro do COMPAJ - Imagens Fortes - Portal CM7 - Notícias de Manaus e Amazonas
Manaus - Amazonas - 19:36
15 de Junho de 2019



Racha no FDN: João Branco saiu do FDN e vai para o Comando Vermelho, motivo das mortes dentro do COMPAJ – Imagens Fortes



Manaus – O Instituto Médico Legal (IML) confirmou, na tarde deste domingo (26), a morte de pelo menos dez presos dentro do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), situado no quilômetro 8 da BR-174. Uma briga entre facções teria ocorrido dentro de dois pavilhões durante o período de visitas.

O secretário da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), tenente-coronel Marcus Vinícius de Oliveira Almeida, conversou com o Em Tempo e informou que as equipes de segurança foram acionadas e estão no presídio.

Segundo informações os mortos são sete do pavilhão 5 e três do pavilhão 3. Nenhum agente penitenciário ficou ferido, mas houve corre-corre dentro do presídio no momento do motim. O Grupo de Intervenção Penitenciária (GIP) já contornou a situação. Familiares buscam por informações e ainda não uma lista com a identificação dos mortos.

À reportagem, um policial informou ainda que um dos mortos foi assassinado na frente de um familiar, durante o horário de visita.\

Além dos mortos, há informações sobre presos feridos. A Seap descartou a existência de reféns durante a rebelião. O Serviço de Atendimento Móvel de urgência (Samu) também foi encaminhado para o local.

Motivação

Extraoficialmente, a rebelião teria ocorrido por conta de um racha entre os líderes da facção Família do Norte (FDN). José Roberto, o Zé Roberto da Compensa, e João Pinto Carioca, conhecido como “João Branco”, teriam quebrado a aliança entre eles. João Branco é apontado como novo chefe de outra facção, o Comando Vermelho (CV). Autoridades policiais ainda não confirmam os rumores e devem se pronunciar em coletiva de imprensa ainda neste

Imagens FOrtes

 

 

 

 

 

 

Deixe seu like:

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA