Quadrilha acusada de assaltar residência e fazer reféns no bairro Nova Cidade é presa pela Polícia Civil

Por Eudógio Gonçalves em 27 de dezembro de 2017 às 16:32 | Atualizado 27 de dezembro de 2017 às 16:32

 

Manaus – Na manhã desta quarta-feira, 27, a Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv) apresentou Carlos da Silva Luz, 37, Brena Caroline Farias Araújo, 26, Maria Caroline da Silva Barbosa, 20, e Paulo Cristian Pedrosa Vieira, 19, que foram presos em flagrante após um assalto a residência localizado na rua Arquiteta Angélica Cruz, bairro Nova Cidade, zona norte da capital.

Durante a ação da Polícia Civil, também foram presos por receptação, Vanderson Rodrigues Carvalho, 29, e Jacleson Luis Almeida Correa, 29. De acordo com o delegado Rafael Allemand, o roubo aconteceu na manhã desta terça-feira, 26, por volta de 8h30. Os bandidos fizeram a família de refém, e manteve um casal e os filhos amarrados em quartos separados, as vítimas sofreram agressões físicas e ficaram sob a mira de armas de fogo.

A Polícia Civil do Amazonas, representada pelo delegado Rafael Allemand, titular da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv), falou na manhã desta quarta-feira (27/12), durante coletiva de imprensa realizada às 11h, no prédio da especializada, sobre as prisões em flagrante de Carlos da Silva Luz, 37; Brena Caroline Farias Araújo, 26; Maria Caroline da Silva Barbosa, 20, e Paulo Cristian Pedrosa Vieira, 19, envolvidos em roubo a uma casa situada na rua Arquiteta Angélica Cruz, bairro Nova Cidade, zona norte da capital.

A quadrilha subtraiu objetos de valor do imóvel e, ainda, o carro da família, uma picape modelo L200, de cor preta, utilizada na fuga dos infratores. O delegado responsável pelo caso ressaltou que Paulo Cristian, em depoimento, afirmou que arquitetou o roubo. Ele recebeu informações privilegiadas do local, dadas pela namorada dele, que é ex-funcionária da família. Então ele reuniu os demais indivíduos e planejou o roubo ao imóvel.

Segundo o delegado, dois infratores que participaram do delito permanecem foragidos. Ao término dos procedimentos cabíveis na Derfv, os criminosos serão levados para Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, bairro São Francisco, zona sul. Conforme o delegado, as investigações continuam para localizar e prender as outras duas pessoas envolvidas no delito.

 

Deixe seu comentário