Manaus – Andreina de Souza Eleutério de 19 anos, conhecida como “princesinha Nina” foi presa acusada de roubar um motorista do aplicativo Uber. A jovem  foi apresentada na manhã desta quinta-feira (8), durante coletiva de imprensa. O crime aconteceu dia 31 de julho no bairro Redenção, zona centro-oeste de Manaus.

De acordo com o delegado Carlos Augusto Monteiro, titular do 17° Distrito Integrado de Polícia (DIP), Andreina foi presa na manhã de quarta-feira (7), por volta das 9h, em via pública, no bairro onde o crime aconteceu.

Segundo o delegado, no dia do delito, por volta das 9h30, “Nina”, acompanhada de duas comparsas, solicitou uma corrida, por meio de um aplicativo, para atrair a vítima. As comparsas, Bruna Eduarda Drumond da Silva, 19, e Leane Micaela Barreto Castro, 20, foram presas em flagrante pela mesma equipe policial.

“Após entrarem no veículo da vítima, enquanto o veículo trafegava pela rua Três, no bairro Redenção, Andreina e as comparsas, portando uma faca, anunciaram o roubo. Do motorista elas subtraíram o aparelho celular, R$ 200 em espécie e documentos pessoais, que em seguida foram recuperados e devolvidos ao jovem. Durante as diligências em torno do caso, representei à Justiça o pedido de prisão preventiva em nome da infratora”, relatou Monteiro.

Reincidente – O titular do 17° DIP destacou que Andreina já possui três passagens pela polícia por roubo. A ordem judicial em nome da infratora foi expedida no dia 2 deste mês, pelo juiz Frank Augusto Lemos do Nascimento, no Plantão Criminal.

Indiciamento – Conduzida ao prédio do 17° DIP, Andreina foi indiciada por roubo majorado. Ao término dos procedimentos cabíveis, ela será levada ao Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF), situado no Km 08 da rodovia federal BR-174, onde irá permanecer à disposição da Justiça.