São Paulo – Foi assassinado, nesta quarta, o presidente do PSOL de Xapuri, cidade no interior do Acre onde nasceu o ambientalista Chico Mendes. Segundo relato de testemunha à Polícia Militar, Josemar da Silva Conde, conhecido como Tripinha, foi morto a tiro por um vizinho, com quem tinha disputa judicial por divisão de limites das propriedades.

“Acabo de ser informado que o presidente do PSOL em Xapuri foi barbaramente assassinado”, publicou o presidente nacional da legenda, Juliano Medeiros, em seu Twitter nesta quinta. O caso ocorreu na Reserva Extrativista Chico Mendes, local que, segundo moradores, demora cinco horas de caminhada para se chegar à estrada com acesso a carros.

“Exigimos respostas. Não aceitamos esperar mais 600 para saber porque um dos nossos tombou e qual a natureza do crime”, disse Medeiros em referência ao assassinato de Marielle, vereadora filiada ao PSOL-RJ que foi morta em 2018 e seu caso ainda não foi solucionado.

Josemar tinha 47 anos, era seringueiro, mecânico, pequeno empresário e havia concorrido à Prefeitura de Xapuri como vice pelo PSOL. “Expressamos, em nome da direção nacional do PSOL, nossos sentimentos aos seus familiares, amigos e companheiros de partido”, afirmou Medeiros.

O corpo de presidente municipal do PSOL foi resgatado por helicópteros. Segundo testemunha, o suposto assassino teria fugido pela mata, levando consigo a arma do crime, uma espingarda.

Expressamos, em nome da direção nacional do PSOL, nossos sentimentos aos seus familiares, amigos e companheiros de partido. E exigimos respostas. Não aceitamos esperar mais 600 para saber porque um dos nossos tombou e qual a natureza do crime.