Policial acusado de participar de chacina é preso por bater na mulher, em Manaus

Por Patrick Jhones em 21 de novembro de 2017 às 11:37 | Atualizado 21 de novembro de 2017 às 11:37

Manaus – Nesta segunda-feira (20), o policial militar Dorval Junior Carneiro Matos, 29, foi preso por agredir a esposa, no conjunto Nova Jerusalém, bairro Dom Pedro, zona Oeste. Ele é acusado de também integrar a quadrilha que cometeu uma série de assassinatos na capital, o “Fim de Semana Sangrento”, em que 36 pessoas morreram durante um fim de semana de julho de 2015.

A mulher do PM foi quem fez a denúncia, e alegou que o marido a agrediu e a ameaçou. Uma equipe policial foi até o local, onde o PM estava visivelmente “alterado” e tinha nas mãos uma pistola calibre 38, com numeração raspada e 18 munições intactas.

Dorval cumpre pena no regime semiaberto e usa tornozeleira eletrônica. Ele foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo restrito e violência contra mulher na Lei Maria da Penha.

O criminoso foi conduzido ao 10° Distrito Integrado de Polícia (DIP). O caso foi transferido para o Batalhão de Guarda da Polícia Militar.

Deixe seu comentário