A Polícia Civill está em busca do casal Adria Polyanne Aragão dos Santos, 26, e Roberto Marinho Brito, 26, procurados pela autoria do feminicídio de Miriam Moraes da Cruz, que tinha 21 anos e estava grávida de quatro meses quando foi morta no dia 16 de janeiro deste ano.

O corpo da jovem foi encontrado em um igarapé no bairro Tancredo Neves, Zona Leste da capital. O delegado responsável pela investigação, Charles Araújo, afirmou que Roberto é companheiro de Adria, porém possuía um relacionamento extraconjugal com Miriam, que chegou a engravidar dele. Entretanto, ele não aceitava a gravidez e, então, arquitetou a morte dela. Charles informou que existe a possibilidade da participação de Adria no delito, pois ela já havia ameaçado Miriam várias vezes

“Após a vítima ser morta a facadas e ter o corpo abandonado em um igarapé daquele bairro. Roberto e Adria se evadiram do local e estão foragidos da Justiça. Solicitamos a ordem judicial em nome deles e os mandados de prisão preventiva foram expedidos pela Central de Inquéritos Policiais”, disse Araújo.