Manaus – Policiais civis da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Tabatinga, em ação conjunta com policiais militares lotados naquele município, prenderam em flagrante, na tarde do último domingo (25), cinco integrantes de uma associação criminosa que atua no município. Dentre os infratores, dois deles, identificados como João Pedro Dávila Larrondo, 20, e Marcos Antônio dos Santos Viana, 25, estão envolvidos na morte do professor Adalberto Goes, ocorrida na manhã da última quinta-feira (22), em Tabatinga. A vítima tinha 44 anos.

Além de João Pedro e Marcos Antônio, os policiais prenderam o colombiano Herber Lizandro Panaifo Chufandama, 28, o irmão dele, Lizandro Panaifo Chufandama, e Isaac Dávila Larrondo, 25. Na ocasião da prisão do grupo, um adolescente de 17 anos foi apreendido por envolvimento com o bando.

De acordo com a delegada Mary Anne Trovão, as diligências começaram assim que policiais militares receberam denúncias anônimas, informando a localização do bando que teria praticado roubo, na última sexta-feira (23), em um estabelecimento comercial. Os autores estavam em uma residência, situada na rua Aíres da Cunha, bairro Ibirapuera, naquela cidade.

“Durante as diligências, ao adentrar na casa informada, os policiais encontraram uma arma de fogo com a numeração suprimida. Durante conversa com o adolescente de 17 anos, ele confessou que o grupo estava praticando roubos na cidade e que a arma de fogo utilizada no crime pertencia a Isaac”, disse a delegada.

Na delegacia, o adolescente informou, durante Termo de Declaração, que Marcos Antônio foi o autor dos disparos que mataram o professor Adalberto Goes. O crime ocorreu na manhã da última quinta-feira (22), na avenida da Amizade, bairro Centro. Na ocasião, João Pedro pilotava a moto, enquanto Marcos Antônio, que estava na garupa, efetuou os disparos contra o professor, quando ele estava a caminho da escola onde trabalhava. A motivação do crime está sendo investigada.

Procedimentos – Herber; Isaac; João Pedro; Lizandro e Marcos Antônio foram autuados, em flagrante, por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito e associação criminosa. Ao término dos procedimentos cabíveis na unidade policial, eles serão encaminhados para Unidade Prisional de Tabatinga, onde irão ficar à disposição da Justiça. Já o adolescente responderá por ato infracional análogo aos crimes de porte ilegal de arma de fogo de uso restrito e associação criminosa.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Polícia Civil