Manaus – A Polícia Civil do Amazonas, por meio do 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), apresentou, na manhã desta terça-feira (26/11), um casal preso em flagrante enquanto aplicava um golpe de estelionato em uma empresa de financiamentos na avenida Eduardo Ribeiro, Centro, zona sul de Manaus. Fátima de Castro Silva, 36, e Raimundo Barbosa de Oliveira, 54, estavam aplicando um golpe estimado em R$ 50 mil.

De acordo com o delegado Guilherme Torres, titular do 19º DIP, a equipe da unidade policial chegou aos estelionatários por meio de uma denúncia feita no prédio da unidade policial, informando que um homem com as características de Raimundo estava planejando realizar um golpe na empresa de financiamentos, utilizando documento de identificação falso.

As equipes policiais saíram em campo e monitoraram a ação de Raimundo, que preenchia documentação com dados falsos na empresa. Em abordagem, os policiais encontraram documentos falsos, usados por Raimundo para o financiamento. Comparsa de Raimundo, Fátima aguardava nas proximidades, em um carro.

“Ela que recrutou, apesar de negar e dizer que estava só fazendo uma corrida. Essa mulher tem contato com uma organização criminosa de outro estado, e ele ia ganhar um valor estimado em R$ 2 mil por fazer essa assinatura e conseguir um empréstimo falsificado”, disse Guilherme Torres.

Ainda de acordo com a autoridade policial, a dupla usava documentos de RG perdidos pelos donos para aplicar os golpes. A mulher analisava o documento, consultava o nome, e depois arregimentava outras pessoas com características semelhantes ao do proprietário da identidade. “Por exemplo, uma pessoa de 60 anos, que não tenha restrição nenhuma no banco, e teria o crédito aprovado”, explica o delegado.

Perdas de documento – A utilização criminosa de documentos perdidos reacende a importância para os cuidados com as documentações pessoais e o registro de Boletins de Ocorrência para os casos de perda do RG.

“Assim que você perder um documento, deve fazer um Boletim de Ocorrência para evitar esse tipo de transtorno. Se acontecer de, mesmo assim ser clonado, você tem como mostrar e conseguir que não tenha nenhum prejuízo no seu nome”, ressaltou o delegado do 19º DIP.

Fátima de Castro e Raimundo Barbosa foram autuados por estelionato tentado. Caso alguém reconheça a participação dos dois em outros crimes, pode se dirigir ao prédio do 19º DIP, localizado na avenida Coronel Teixeira, Santo Agostinho. A unidade atende pelo telefone (92) 3625-4343.