Manaus – A Polícia Civil do Amazonas deflagrou na manhã desta segunda-feira (19/02), por volta das 6h, a operação “Constantinópolis”, que teve por objetivo desarticular a atividade financeira de uma organização criminosa que atua no bairro Educandos, zona sul da cidade. Durante a ação, cinco pessoas, envolvidas com o tráfico de drogas naquela área de Manaus, foram presas em cumprimento a mandados de prisão preventiva.

Diego Bruno de Souza Moldes, 30, conhecido como “Nariz”; a namorada dele, Deborah Moraes de Carvalho, 30; Douglas Campos de Almeida, 23, o “Pateta”, e Ediomar Pimentel da Silva, 20, chamado de “Eddy”, foram apresentados em coletiva de imprensa realizada às 9h30 desta segunda-feira (19/02), no Auditório José Elcy Barroso Braga, no prédio da Delegacia Geral. Já o irmão de “Nariz”, Diogo Bruno Moldes Barbosa, 23, o “Neco”, acompanhado de advogado, compareceu espontaneamente na base do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) às 11h de hoje, onde teve o mandado de prisão cumprido.

A operação foi coordenada pelo delegado-geral adjunto da Polícia Civil do Estado, Antonio Chicre Neto, e pelo diretor do DRCO, delegado Guilherme Torres. Os trabalhos foram desencadeados com o apoio da Secretaria-Executiva-Adjunta de Operações Integradas (Seaop), da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), e contaram com efetivo de policiais civis lotados no DRCO, Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc), Departamento de Polícia do Interior (DPI), Departamento de Polícia Metropolitana (DPM) e Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DPM).

Os mandados de prisão preventiva em nome de Diego e Douglas foram cumpridos no Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat), onde ambos cumprem pena por tráfico de drogas. Deborah foi presa na casa dela, situada na rua São Pedro, bairro Colônia Oliveira Machado, zona sul. Ediomar foi preso na casa onde morava, localizada na rua Pastor Júlio Dantas, antiga rua 11, bairro Nova Cidade, zona norte.