Policiais civis da 5ª Seccional Centro-Sul, sob o comando do delegado Rafael Allemand, titular da unidade policial, cumpriram, na tarde do último sábado (07/03), por volta das 16h, mandado de prisão preventiva em nome de Bruno Luan Vasquez, 22, pelas tentativas de homicídio que tiveram como vítimas um estudante de Medicina, um jovem de 20 anos, e a prima dele, uma jovem de 21 anos.

O crime ocorreu na madrugada do dia 24 de fevereiro, em um bloco de Carnaval, realizado no estacionamento de uma faculdade particular, situada na avenida Nilton Lins, bairro Flores, zona centro-sul da capital. Conforme o delegado, o caso teve início após um homem de 26 anos ter importunado sexualmente uma das vítimas, a jovem de 21 anos.

Na ocasião do crime, o homem passou as mãos nas nádegas dela, diante disso, o primo dela, com o intuito de protegê-la, pediu para o homem se afastar. Entretanto, instantes depois, quando os dois jovens voltavam do banheiro, foram surpreendidos pelo mesmo indivíduo, que estava na companhia de mais três homens, dentre eles Bruno, quando iniciaram as agressões contra o estudante.

“Após as vítimas formalizarem Boletim de Ocorrência (BO) relatando o delito, realizamos os procedimentos cabíveis, solicitamos a realização do exame de corpo de delito para ambas as vítimas. As testemunhas do crime também foram ouvidas na unidade policial. Em continuidade às investigações, conseguimos identificar, por meio de vídeos divulgados nas redes sociais, todas as pessoas envolvidas no crime”, relatou Allemand.

A autoridade policial informou que solicitou pelo pedido de prisão preventiva em nome dos envolvidos. As ordens judiciais em nome deles foram expedida no dia 6 de março desse ano, pela juíza Anagali Marcon Bertazzo, da Central de Inquéritos Policiais.

“Após diligências policiais conseguimos localizar e prender Bruno Luan na casa onde ele mora, no bairro Planalto, zona centro-oeste da cidade. Vamos dar continuidade aos trabalhos para localizar os demais indivíduos envolvidos no crime”, disse o titular da 5ª Seccional Centro-Sul.

Procedimentos – Bruno Luan foi indiciado por tentativa de homicídio. Ao término dos procedimentos cabíveis, ele foi levado para audiência de custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, bairro São Francisco, zona sul de Manaus.