Manaus – Apesar das autoridades não falarem sobre o assunto, é nítido para a população que uma nova guerra entre facções se instalou em Manaus. Agora o confronto, que já contabiliza dezenas de mortes, é entre o recém chegado Primeiro Comando da Capital (PCC) e o Comando Vermelho (CV). Na última semana o principal palco desse confronto foram os bairros da zona Centro-Oeste da capital, como Alvorada, Redenção e Bairro da Paz. Mas nesta madrugada, a zona Sul também registrou um óbito nessa disputa que parece interminável.

A vítima da vez foi Hudson Pereira da Silva, traficante do Comando Vermelho conhecido como “Feio”. Ele é apontado pela polícia como o líder dessa facção na área do bairro de Petrópolis e São Francisco, área do famoso Beco Mossoró.

“Feio” foi executado a tiros na rua Dom Jackson Damasceno, em Petrópolis, por volta da meia-noite. Depois da morte dele, algumas mensagens começaram a circular em grupos de WhatsApp fazendo referência ao PCC como sendo o responsável pela execução de uma das lideranças do CV na zona Sul de Manaus.

Guerra entre PCC e CV avança em Manaus: líder do CV na zona Sul é morto e na zona Centro-Oeste tiroteio deixa feridos
Hudson quando foi preso em 2015 por latrocínio – Divulgação

Foto: Thassio Pierre/Portal CM7


Bairro da Paz

Na noite desse sábado (25) um outro traficante, que também seria integrante do CV, escapou da morte. Sem ter o nome divulgado, o homem de aproximadamente 23 anos, foi baleado na perna após um confronto armado no bairro da Paz, na zona Centro-Oeste de Manaus.

Guerra entre PCC e CV avança em Manaus: líder do CV na zona Sul é morto e na zona Centro-Oeste tiroteio deixa feridos

A região vive uma intensa disputa entre as facções Comando Vermelho e Primeiro Comando da Capital. Essa disputa inclusive é visível em muros e paredes em várias partes do bairro.

Guerra entre PCC e CV avança em Manaus: líder do CV na zona Sul é morto e na zona Centro-Oeste tiroteio deixa feridos
A nova guerra entre as facções está estampada nos muros de Manaus – Divulgação

Mas além de bairros das zonas Sul e Centro-Oeste, o confronto PCC e CV também vem deixando marcas nas zonas Leste e Norte. A comunidade Nossa Senhora de Fátima, na zona Norte, por exemplo, tem sido palco constante dessa nova guerra.

Quando veremos cenas finas dessa história? Talvez nunca. Afinal, a guerra contra as drogas no mundo todo nunca surtiu o fim das organizações criminosas. Pelo contrário, elas apenas se renovaram.