Manaus – O cabo da Polícia Militar, Aldison Guacebe de Almeida, morreu neste sábado (26), após três semanas internado no Hospital 28 de Agosto, na zona Centro-Sul da capital amazonense.

Guacebe estava hospitalizado desde que foi atacado por cerca de 15 criminosos durante uma abordagem feita no município de Humaitá, no interior do Amazonas. Na ocasião, ele e mais um colega foram feridos por membros de uma facção que tomaram suas armas, os feriram a tiros e em seguida fugiram.

“Eram dois PMs, entre eles o cabo Guacebe, que não tinham como conter a fúria de 15 pessoas. Em algumas situações, os policiais conseguem conter, naquela eles não conseguiram porque esses meliantes estavam embriagados e com força tremenda, e conseguiram fazer duas vítimas, uma fatal, agora com a morte do Guacebe e o outro, que é o Jovalino, que ficou ferido também”, disse o Cabo Guthemberg Oliveira, que lamentou profundamente a morte do colega de farda.

Na manhã seguinte do ataque, três dos criminosos envolvidos foram detidos e um menor de idade apreendido, na Comunidade de Jacundá. As três armas roubadas dos PMs foram recuperadas.

Uma nota lamentando o falecimento de Guacebe foi emitida pela Polícia Militar do Amazonas.

Leia, na íntegra:

Nota de pesar

É com grande pesar e consternação que a Polícia Militar do Amazonas, informa o falecimento do CB PM ALDISON GUACEBE DE ALMEIDA (SI/PMAM Nº 23180), do efetivo do 4° BPM – HUMAITÁ, na manhã de hoje (26/09/2020 – sábado), no Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, local onde se encontrava internado, vítima de arma de fogo em ocorrência policial militar naquele município.

O Serviço Social e Funeral da PMAM, encontra-se com a família dando apoio e providências quanto ao funeral.