CM7

 
Manaus, 23 de outubro
Mercado financeiro
Dólar
Euro
 
 
Home / Últimas Notícias / Polícia / Pedreiro é executado em frente à família, no Mauazinho

Pedreiro é executado em frente à família, no Mauazinho

Da redação | 06/10/2017 16:01
Pedreiro

Gilberto levou cinco tiros. (Foto: Arquivo pessoal)

Manaus – O pedreiro Gilberto Menezes de Sá, 38, foi morto na noite desta quinta-feira (5), no beco Jesus Me Deu, rua do Seringal, bairro Mauazinho, zona Leste da capital.

A vítima flagrou um criminoso roubando madeira no quintal de sua casa e ameaçou o bandido com um terçado. O pedreiro foi impedido pela esposa de agredir o ladrão.

“Esse rapaz é irmão de uma conhecida da mesma igreja evangélica que frequento. Meu marido queria bater nele, mas eu não deixei. Esse rapaz continuou lá fora, falando ao celular. Entramos para casa e quando já estávamos dormindo, começaram a jogar pedra na nossa casa. Meu marido saiu para o quintal para ver o tinha acontecido e viu o rapaz. De repente, três homens que estavam agachados se levantaram. Eles estavam armados, disseram que era a polícia e mandaram ficar parados. Estava escuro e, na hora, meu marido achou que era polícia, mas não era. Eu corri e me protegi dentro de casa”, relatou a esposa da vítima, que não quis ser identificada.

As informações são de que o ladrão é envolvido com o tráfico de drogas e chamou alguns comparsas para essa emboscada. Gilberto levou 5 tiros e morreu no local.

“De dentro de casa, eu e meus filhos ouvimos os tiros. Foi desesperador. Quando eles saíram, corri para socorrer meu marido, mas ele já estava morto”, contou a esposa, que era casada com o mestre de obras há 15 anos.

A vítima deixou três filhos, sendo um de 4, um de 6 e outro de 12 anos.

O caso deve ser investigado pela Delegacia Especializada em homicídios e Sequestros (DEHS).

Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie em Nossas Pesquisas

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA