Manaus 27º
quinta-feira - 20 de janeiro de 2022

Mulher que foi incendiada pelo companheiro permanece com o bebê morto na barriga

Compartilhe

Brasil – O bebê de seis meses que morreu, na manhã da última quarta-feira (19), ainda permanece na barriga da jovem que teve o corpo incendiado no dia 17, no município de Cametá, no estado do Pará. De acordo com o último boletim médico informado aos familiares, o estado de saúde da vítima, que tem apenas 22 anos, ainda é grave.

Segundo informações obtidas pela reportagem de O Liberal, a paciente não pode ser transferida para a Santa Casa de Misericórdia para a retirada do bebê por conta da gravidade em que se encontra. Por isso, uma médica especialista foi avaliá-la no Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência, onde ela está internada, e decidiu pelo uso de medicamentos que induzam à expulsão da criança da barriga.

Ainda durante o boletim médico, os familiares foram informados que a paciente terá que amputar o braço esquerdo ou parte dele. Mas, para isso, será preciso aguardar que o membro desinflame.

O agressor, identificado como Mizael Braga Caldas, de 30 anos, é acusado de jogar gasolina e atear fogo na companheira grávida. O caso ainda segue sendo investigado pela Polícia Civil do estado e o suspeito continua foragido.

* Com informações do Portal O Liberal

Deixe seu comentário