Mulher é executada a tiros após denunciar milícia e trafico de drogas em invasão indígena na Zona Leste; Imagens fortes
Manaus - Amazonas - 23:06
23 de Julho de 2019



Mulher é executada a tiros após denunciar milícia e trafico de drogas em invasão indígena na Zona Leste; Imagens fortes



Manaus – Uma mulher identificada como Odith Cristina dos Santos, 38, foi assassinada com três tiros na noite da última sexta-feira, 14, na frente casa onde morava com a família, na invasão indígena Yawuaritê Ipixuna, no Distrito Industrial 2, Zona Leste de Manaus.

Membros de uma facção criminosa e que também seriam integrantes de uma milícia criada para explorar a área comercialmente, cobrando aluguel das famílias que habitam a invasão indígena, são os principais suspeitos de matar Odeti Cristina.

Não se sabe ainda se a mulher foi assassinada porque denunciou os traficantes e milicianos ou se vinha se negando a pagar para continuar morando na área, mas estas dúvidas a polícia já está investigando para esclarecer o crime e chegar aos seus autores.

A dificuldade maior que os policiais enfrentaram assim que foram informados do assassinato e chegaram ao local do crime foi a “lei do silêncio” que os vizinhos de Oditi Cristina preferem obedecer com medo de sofrerem represálias dos criminosos que mataram a moradora.

Por conta desse medo dos mroadores da invasão indígena, os policiais não obtiveram a informação se foi apenas uma pessoa ou mais que abordaram e assassinaram a mulher quando ela saía de sua casa por volta das 21h da última sexta-feira e foi atingida pelos tiros mortais.

O corpo da mulher foi removido do local pela equipe do Instituto Médico Legal (IML).

A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) vai investigar o crime.

Deixe seu like:

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA