Manaus- Assassino confesso, frio e calculista. Uma mente perturbada que relatou a polícia, que já sabia a senha do celular e visualizou algumas mensagens, que teria o deixado furioso, enciumado e cego de raiva. De acordo com a polícia, Rafael confessou o crime e contou detalhes no momento da prisão.

O assassino relatou que havia passado a tarde junto da namorada, quando em certo momento, ela teria ido tomar banho e colocado o celular na cabeceira da cama. Ele então, teria até a cozinha, pegado uma faca e retornado para o quarto, onde escondeu a arma debaixo do travesseiro. Assim que Kimberly deitou ao lado e se distraiu, ele desferiu a primeira facada, fazendo com que a miss ficasse quase desfalecida. Outra facada foi desferida e a vítima acabou morrendo completamente ensanguentada. 

Rafael teria contado a polícia também que deu banho no corpo da vítima para tentar sair com ela do condomínio e descartar em outro local, porém, percebeu que não seria possível e abandonou Kimberly e fugiu, levando o celular dela, que foi jogado em uma área de mata da rodovia AM-010, para onde o suspeito teria fugido por engano, acreditando ser a BR-174, que liga Manaus a Boa Vista.

Após ser preso no município de Pacaraima, em Roraima, a Polícia Civil do Amazonas o conduziu para Manaus, onde o suspeito permanece na carceragem da DEHS, aguardando a chegada de um advogado para prestar esclarecimentos sobre o crime.

Entrevista coletiva

Policiais da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestrados (DEHS) concedeu na noite deste sábado (16) coletiva para falar contar sobre os detalhes que Rafael Fernandez Rodrigues, de 31 anos, deu sobre o assassinato da Miss Manicoré Kimberly Mota, de 22 anos.

veja fotos do crime :