Manaus (AM) – Pelo menos três menores de idade ainda não identificados, e um homem maior de idade, que também ainda não teve o nome divulgado, acabaram sendo apreendidos pela polícia após terem sido identificados como a quadrilha responsável pelo sequestro e espancamento do motorista de aplicativo, José Roberto da Silva, 42 anos.

A prisão ocorreu durante a manhã desta quinta-feira (29), pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). O crime aconteceu durante a noite de sábado (17), no bairro Zumbi dos Palmares, zona Leste da cidade.

Até o momento não há mais informações sobre as circunstâncias da apreensão dos adolescentes, mas a chegada dos menores de idade à delegacia foi registrada pelo portal CM7 ainda durante as primeiras horas da manhã desta quinta-feira (29).

De acordo com o delegado titular da DEHS, Charles Araújo, um minucioso trabalho de investigação aconteceu até que a equipe policial conseguisse chegar até a identidade e o paradeiro da quadrilha diretamente responsável pela morte do motorista de aplicativo de mobilidade urbana, José Roberto da Silva.

“José Roberto havia saído para trabalhar como motorista de aplicativo na noite do dia 17 de outubro, e durante a madrugada do dia seguinte, foi assaltado, espancado, e seu carro foi levado pelos criminosos. Posteriormente ele foi encontrado no ramal da Gisele, localizado no bairro Distrito Industrial 2, zona leste e encaminhado para um hospital, onde veio a falecer no dia 20, enquanto estava internado.”, destacou o delegado.

Entenda o caso –

Um motorista de aplicativo de mobilidade urbana, identificado como José Roberto da Silva, 42 anos, foi vítima de um violento sequestro. O crime aconteceu durante a noite do último sábado (17) no bairro Zumbi dos Palmares, zona Leste da cidade.

De acordo o a 14ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), o assalto seguido de um sequestro relâmpago aconteceu por volta das 23h30, quando a família do homem perdeu contato com ele. Após horas de buscas, o carro de José foi encontrado no bairro Tancredo Neves, ainda na zona Leste. O veículo, já abandonado pelos bandidos, estava sem o aparelho de som e também sem os retrovisores, levados pelos assaltantes.

Jose foi encontrado por volta das 10h do domingo (18), por policiais da 18a Cicom em uma área conhecida como ramal da Gisela. Gravemente ferido, o homem não corria risco de morte mas apresentava fortes escoriações pelo corpo e pelo rosto, resultado das agressões sofridas durante o sequestro.

Após o resgate, o motorista de aplicativo foi levado ao Hospital e Pronto Socorro João Lucio, onde recebeu atendimento médico para posteriormente prestar depoimento a polícia. Os criminosos envolvidos no sequestro ainda não foram identificados.