Rio de Janeiro – Um agente da Polícia Federal foi morto a tiros na tarde desta quinta-feira (13) na favela do Rola, em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio. O homem, que ainda não teve a identidade revelada, foi atingido dentro de uma viatura descaracterizada, uma Mitsubishi L200 preta. O 27º BPM (Santa Cruz) e bombeiros da região foram acionados e estão no local.

O carro onde o policial estava foi pichado com as iniciais da maior facção criminosa do Rio. Desde outubro de 2018, milicianos assumiram o comando da favela, que antes era dominada pela quadrilha de traficantes. De acordo com fontes ouvidas pelo EXTRA, não houve nenhum confronto entre os dois grupos criminosos nesta quinta-feira. Em um dos vidros da viatura, foi escrita a frase “Vai morrer”. O veículo foi deixado pelos criminosos na Rua São Lourenço, em Antares.

De acordo com informações preliminares, o agente foi à favela fazer uma intimação acompanhado de outro policial. Ainda não há informações se esse agente também ficou ferido. O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios da capital, da Polícia Civil do Rio.

A Polícia Federal divulgou nota lamentando a morte do agente: “A Polícia Federal informa, com profundo pesar, o falecimento de um Agente de Polícia Federal, lotado na Superintendência Regional da Policia Federal do Rio de Janeiro, atingido por disparos de arma de fogo, na tarde de hoje (13/02), enquanto realizava diligência na comunidade de Antares, no bairro de Santa Cruz”.

Fonte: Extra