Manaus – No início da tarde desta quinta-feira (17), o médico veterinário Pedro Monteiro da Silva Júnior foi preso pela Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) pelo crime de assédio e tentativa de estupro, na rua Aracy, conjunto Manoa, bairro Cidade Nova.

A fim de evitar a prisão, ele chegou a se esconder dentro de uma igreja da localidade.

Segundo informações, o homem admitia estagiárias em seu consultório localizado no mesmo bairro onde foi preso, e as assediava de forma incisiva. Uma das vítimas, Bianca Lima Alves, de 21 anos, decidiu denunciar o caso, o que levou outras seis jovens a fazerem o mesmo.

A investigação concluiu que o crime contra Bianca, ocorrido no dia 9 de setembro deste ano, foi cometido durante um plantão no período da noite. O veterinário Pedro trancou o consultório e realizou a tentativa de estupro, além de ter oferecido uma quantia de mil reais para que Bianca tivesse relações sexuais com ele. Ela recusou a oferta e conseguiu se livrar do episódio através de força física. Ela contou, ainda, que ao olhar para trás, o veterinário estava se masturbando.

Oitivas

Hoje (17) já foram ouvidas a esposa dele, Berenice Oliveira, a auxiliar veterinária identificada como Wilmara, e a medica veterinária plantonista, Dra Júlia, que estavam no dia do fato envolvendo a vítima Bianca.

Comissão

A Comissão da Mulher da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), que é presidida pela deputada Alessandra Campelo, está acompanhando o caso.