'Matei porque era traido', cansei de ser corno', diz recepcionista que matou ex-mulher com 75 facadas - Portal CM7
 
Manaus, 15 de dezembro 25 ºC Tempo nublado
Mercado financeiro
DólarR$ 3,3365 0,62%
EuroR$ 3,9375 0,59%
 
 
Home / Últimas Notícias / Polícia / ‘Matei porque era traido’, cansei de ser corno’, diz recepcionista que matou ex-mulher com 75 facadas

‘Matei porque era traido’, cansei de ser corno’, diz recepcionista que matou ex-mulher com 75 facadas

Da redação | 29/11/2016 19:00

preso__matamulher

“Matei. Sei que errei, mas tive meus motivos. Cansei das traições e das doenças que ela me transmitiu”, confessou o recepcionista Jessé James da Silva, 45, ao confessar o assassinato da ex-mulher, Vanderlice Aragão de Araújo, no último sábado (26), na zona oeste de Manaus.Ele se apresentou  na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), na manhã desta terça- feira (29).        Para reportagem, Jessé afirmou que, ao sair de casa, no São Raimundo, não tinha a intenção de matar. “Foi em um momento de raiva”, afirmou ele, destacando que as brigas do casal se intensificaram a partir de junho. Segundo ele, a mulher tinha outros relacionamentos e o crime foi motivado por ciúmes e também por conta de um discussão motivada por causa da filha de seis anos.      

Jessé disse que a filha de seis anos estava sendo violentada dentro de casa e que a mãe era conivente, mas não deu detalhes sobre o crime. “Eu fui cobrar isso dela e outras coisas, mas ela me disse que esse era o jeito de ela viver”, confessou ele.          

De acordo com o delegado da DEHS, Ivo Martins, Jessé encontrou a mulher em casa no início da tarde de sábado e a levou até o Centro, onde ele estacionou o carro em um garajão.  No local, segundo a polícia, eles mantiveram relações sexuais e, em seguida, ao ver o telefone dela tocar, se desentenderam.

“Eles começaram a discutir e incluíram a situação da filha deles na briga. Durante a discussão, ele pegou a faca que levava no carro e passou a esfaquear a mulher dentro do carro”, disse o delegado.                       

Ainda em depoimento, Jessé disse que, após ter esfaqueado a ex, a levou até a casa onde moravam, no São Raimundo, local em que ela foi encontrada morta.        

A prisão do recepcionista ocorreu em cumprimento a um mandado de prisão.  A ordem foi assinada pelo juiz do plantão criminal Luiz Alberto Nascimento Albuquerque.

{{post.date}}

 


Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie em Nossas Pesquisas

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA

  Colunistas

 

  Últimas Notícias