Mais de 100 presos continuam foragidos desde o massacre do Compaj - Portal CM7 - Notícias de Manaus e Amazonas
Manaus - Amazonas - 00:41
19 de Junho de 2019

Topo


Mais de 100 presos continuam foragidos desde o massacre do Compaj



Manaus – 100 presos do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) e do Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat) continuam foragidos, desde o dia 1º janeiro deste ano, quando ocorreu o segundo maior massacre no sistema prisional do país. O massacre no Compaj resultou na morte de 56 presos e na fuga de 225 detentos.
Apesar de ainda ter um número expressivo de foragidos, a Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) não realiza nenhuma operação específica para a recaptura deles. Segundo o delegado titular da Delegacia Especializada em Capturas e Polinter (DECP), Samir Freire, outras operações têm sido realizadas para cumprir mandados de prisão no sistema penitenciário. As ações são realizadas em parceria com a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap).

Presos fugiram do Compaj e do Ipat durante rebelião no início deste ano (Foto: Sandro Pereira)

“Nós implantamos a operação Rio Amazonas, e, desde a criação dela, que já teve três fases, no período curto de dois meses, foram cumpridos quase 400 mandados referentes ao sistema penitenciário”, disse.

As operação dentro de presídios, em Manaus, tem como intuito, de acordo com Samir, manter preso os infratores que cometeram delitos considerados graves, além de dar eficácia nas decisões judiciais.

Operações

Até o final do ano novas operações serão desenvolvidas para recapturar os foragidos da Justiça, conforme o delegado. As ações acontecerão em parcerias com os Distritos Integrados de Polícia (DIPs), Delegacias Especializadas, além de contar com o apoio da Secretaria de Segurança Pública (SSP) e a Secretaria-Executiva-Adjunta de Inteligência (Seai).

“Daremos prioridade, principalmente, para os delitos de maior gravidade, tais como homicídios, roubo e tráfico de drogas. Vamos trabalhar com informações, em parceria com a população e com as próprias delegacias. As investigações serão desenvolvidas e, com base nisso, a gente vai efetuar as capturas”, afirmou Freire.

Foragidos

De janeiro a dezembro de 2017, 162 presos foram recapturados e devolvidos aos presídios. Até o mês de dezembro, segundo apuração da reportagem, 38 detentos do regime fechado do Compaj e 25 detentos do Ipat ainda estão foragidos.

Questionado sobre a divulgação das imagens dos foragidos, o delegado Samir Freire explicou que à época as imagens foram amplamente divulgadas após o massacre e a fuga. Segundo ele, a população pode ajudar na recaptura dos presos ligando para o 181, o disque denúncia da SSP, no entanto a instituição não disponibiliza nenhum local em que a população possa ter acesso as imagens dos foragidos.

Solicitado pela reportagem a Seap divulgou uma lista com os nomes e fotos dos foragidos. Confira:

Deixe seu like:

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA