Manaus- A família de Raimundo Lima Neto, 24 anos, mais conhecido como “Carias”, pede ajuda da população para localizar o jovem que está desaparecido desde o último dia 13 de maio. Ele foi sequestrado por um grupo de homens, não identificados, quando estava em casa na comunidade Vila dos Maranhenses, no Careiro Castanho.

Segundo familiares, Raimundo passou o dia na casa mãe que fica no Careiro Castanho e depois retornou para sua residência. Por volta de 01h da manhã, quatro homens armados invadiram o local e levaram o rapaz.

Um vizinho, não identificado, que viu toda a cena foi até a casa da mãe de Raimundo para informá-la do ocorrido. Ela juntamente com o esposo e o enteado realizaram buscas rápidas nas proximidades da vila e encontraram uma sandália suja de sangue que seria do rapaz.

“Eles registraram um Boletim de Ocorrência na delegacia do Careiro e nós registramos um aqui na Delegacia Geral. Depois que o caso se espalhou, eu recebi uma ligação anônima dizendo que ele estava vivo, amarrado, no lago do Janauacá [em Iranduba] e que tudo aconteceu porque ele estava devendo algo. Perguntei o que era, mas não responderam, nós tentamos ligar de novo e não conseguimos mais falar com a pessoa [o informante]”, explicou uma das primas de Raimundo, que pediu para não ser identificada.

Ainda de acordo com a prima, após receberem a ligação, a família procurou a Polícia Civil pedindo para realizarem buscas no local, mas foi informado que não havia lanchas o suficiente. Os parentes também pediram ajuda à Polícia Militar, mas nenhum retorno foi dado.

(Foto: Divulgação)

Angustiada, a mãe de “Carias” Ana Torres fez um apelo as autoridades e a população para que ajudem a encontrar seu único filho. Aos prantos, ela afirmou que está disposta a fazer tudo para ter o filho de volta.

“17 dias que esses homens levaram meu filho, eu estou desesperada. Por favor, me ajudem, ele é meu único filho [homem]. É o único filho [homem] que eu tenho, já fui em todo canto e ninguém faz nada”, disse. “Se estiverem com meu filho, soltem por favor. Se quiserem dinheiro, eu pago tudo, dou o que tiver e até moro debaixo da ponte. Só quero meu filho de volta”, implorou.

Quem tiver informações que possam levar ao paradeiro de Raimundo, entrar em contato pelo telefone (92) 9.9109-0231 – Ana Torres.

Tags: , , ,