Manaus – Nesta quinta-feira (24), o Superior Tribunal de Justiça negou o pedido de habeas corpus ao cozinheiro Vittorio Del Gatto, que mora na casa de Alejandro Valeiko.

A dupla está presa suspeita de envolvimento na morte do engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos, de 41 anos, ocorrida em 29 de setembro, em um condomínio na Zona Oeste da capital.

A informação foi divulgada na noite desta quinta-feira (24), um dia depois Justiça do Amazonas negar o pedido de habeas corpus a Alejandro Valeiko.

O crime teria ocorrido após uma festa.