A prisão em flagrante do delegado Gustavo de Castro Sotero, que matou um advogado e baleou três pessoas dentro da casa de noturna Porão do Alemão, na Zona Oeste de Manaus, foi convertida para prisão preventiva no início da tarde deste sábado (25). Ele tinha sido detido após os disparos, nesta madrugada.

Após a audiência de custódia, o delegado foi encaminhado para carceragem da Delegacia Geral, em Manaus. Ele foi escoltado pelo Grupo Fera e policiais da Rocam.

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) informou que vai entrar com pedido para que ele seja levado para o sistema prisional.

As informações são do G1