Manaus – Um homem identificado como Manoel Dione da SIlva Lima, de 38 anos, foi executado com, pelo menos, quatro tiros na tarde desta quinta-feira (3), que atingiram a boca e a cabeça dele. O caso ocorreu na rua Doutor Abreu, bairro Zumbi, Zona Leste de Manaus.

Segundo a Polícia Militar, após cometerem o crime, os assassinos deixaram um bilhete escrito “Jack é sal”, que indica que a vítima era suspeita de cometer estupros naquela região.

Para os policiais da 25ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), a família do homem assassinado informou que ele era doente mental e morava sozinho.  

“Ele teve a casa invadida pelos criminosos e foi morto dentro do imóvel. Na cena do crime foi achado o bilhete, que insinua que ele teria cometido algum abuso sexual”, informou o supervisor de área da 25ª Cicom.

Conforme o delegado Luiz Rocha, plantonista da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Manoel já tinha passagem pela polícia por lesão corporal, crime cometido há 10 anos.

“O recado deixado na casa atribui a vítima como autor do estupro de um menor. Vamos interrogar a família para coletar mais informações e chegar até a autoria e confirmar ou não essa motivação do homicídio”, disse o delegado. 

O corpo do homem foi removido para o Instituto Médico Legal (IML). Câmeras da localidade devem ajudar a DEHS a identificar os autores do crime. O caso deve ser investigado pela DEHS.