Pintada de verde e com um ou outro lençol estendido na entrada, uma casa pequena entre tantas do bairro Parque São Pedro, na Zona Oeste de Manaus, passa despercebida por quem cruza a rua. A Força Tática, no entanto, desarticulou o que, na verdade, funcionava como um “hospital do crime”. Lá, segundo a polícia, eram realizadas pequenas cirurgias e procedimentos.

De acordo com a equipe policial da Força Tática, que desarticulou o lugar durante uma operação nesta sexta-feira, o local funcionava como uma espécie de Pronto-Socorro para atender supostos criminosos que eram feridos durante troca de tiros. Na casa, duas mulheres foram presas. Ainda segundo a polícia, elas são suspeitas de tráfico de drogas.

Ao entrar na casa, inicialmente, os policiais militares encontraram porções de drogas e uma pistola italiana com onze munições intactas. Mais a frente, acharam o estoque de materiais hospitalares “fora do comum”.

Eram equipamentos para a realização de pequenas cirurgias e procedimentos de ambulatório, além de diversos medicamentos para ferimentos graves. De acordo com a comandante da Polícia Militar, coronel Ayrton Norte, o material era usado para atender criminosos.