Manaus 35º
sexta-feira - 10 de junho de 2022

Homem suspeito de tentar matar vereador e o seu filho, é preso em Manaus

Compartilhe

Manaus – O 28º Distrito Integrado de Polícia (DIP), com o apoio das Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam), cumpriu, na tarde de quarta-feira (8), por volta das 17h, mandado de prisão preventiva de Marcos Adriano Monteiro Silva, 19, pela tentativa de homicídio praticado contra o vereador de Manaus, Dione Carvalho e o seu filho, um adolescente de 14 anos.

O crime ocorreu em 17 de dezembro de 2021, no bairro Colônia Antônio Aleixo, zona leste de Manaus.

Durante a prisão, o indivíduo também foi autuado em flagrante após ser localizado com uma arma de fogo, porções de oxi e maconha, e um documento de identidade falso, em uma via pública nas proximidades do conjunto Viver Melhor 2, bairro Santa Etelvina, zona norte.

Conforme o delegado Wenceslan de Queiroz, titular da unidade policial, após as investigações em torno da tentativa de homicídio, todos os autores foram identificados, inclusive, dois deles já foram presos.

“Em posse do mandado de prisão preventiva, realizamos diligências e conseguimos localizar Marcos Adriano, ocasião em que cumprimos a ordem judicial. Com ele localizamos uma arma de fogo, drogas, documento falso e uma quantia em dinheiro”, disse o delegado.

Entenda o caso

O vereador de Manaus, Dione Carvalho, relatou na época pelas redes sociais, que sofreu um atentado a tiros e o seu filho, de 15 anos, acabou sendo baleado no abdômen. Segundo as informações do parlamentar, a tentativa de homicídio aconteceu por volta das 19h do dia 17 de dezembro de 2021, em um campo aberto, na comunidade Francisca Mendes, no bairro Colônia Antônio Aleixo.

Dione Carvalho contou que estava acompanhado dos dois filhos, de um assessor de imprensa e a chefe de gabinete, acompanhando uma obra de pavimentação asfáltica na comunidade, quando um micro-ônibus chegou no local, e do veículo, pelo menos sete pessoas desceram fortemente armadas e abriram fogo com pistola, escopeta, fuzil e metralhadora.

“Eu não pude fazer muita coisa, me joguei na frente do meu carro. Tentaram me matar, não era para eu estar aqui. Se eu tivesse armado, a história seria outra. Eu teria defendido a minha família”, relatou o parlamentar.

O filho do vereador foi socorrido pelo próprio pai e equipe e levado para o hospital Chapot Prevost, e depois foi encaminhado para o Hospital e Pronto Socorro João Lúcio.

Com informações Manaus Alerta e Assessoria 

Vitória Supermercados