Manaus – Andrelino Mesquita Maia, de 30 anos, foi detido, no início desta semana, após seu depoimento ter sido contestado pela polícia, durante as investigações sobre o caso de assassinato do seu ex-sogro, Aldivane da Costa Nascimento. O incidente ocorreu na noite de domingo, (29), em torno das 22h40, na residência onde moravam o motorista, a vítima e outros familiares. A casa fica situada na Rua Tueré, bairro monte das oliveiras, zona norte da capital.
O motorista foi preso pela equipe da delegacia especializada em homicídios e sequestros (dehs) na manhã de segunda-feira (6), no local onde ocorreu o crime. O delegado torquato mozer, da dehs, afirmou que a principio as testemunhas e o acusado deram versões diferentes para evitar a prisão do motorista.

Após a prisão, o motorista confessou ter atirado contra o sogro, mas alegou que agiu para defender a família que estava em perigo. O mandado de prisão temporária foi expedido no dia 5 de novembro deste ano. A vítima foi atingida com três tiros e morreu na porta de casa.