Brasil – No último dia (04), a jovem Sabrina Wanessa da Silva Lima,19, foi brutalmente assassinada pelo próprio marido, após supostamente ter o traído, o fato ocorreu em São Paulo.

O marido de 20 anos, trabalhava ajudante de pedreiro, e resolveu se entregar a polícia confessando em detalhes o crime, nessa segunda-feira (09).

O casal tinha um relacionamento desde 2017, mas estavam casados apenas há quatro meses.

Segundo a versão do jovem, ele flagrou sua companheira o traindo com seu melhor amigo, mas foi quando ela confessou o ato e ainda o chamou de “corno” e otário”, que ele começou a enforca-la  até a morte.

O ajudante de pedreiro ainda disse que exigiu que a mulher saísse da casa, mas como não deu resultado, os dois começaram a brigar bastante.

Segundo a polícia, o jovem alegou que teria dado um ‘mata-leão’ na esposa após ter sido tomado pela raiva, mas que depois se arrependeu.

Já a tia de Sabrina, afirmou que sua sobrinha tentou deixar o suspeito várias vezes, mas foi impedida. E contou ainda que horas após a morte da jovem, o marido usou o parelho celular dela – Sabrina – para pedir dinheiro, fingindo ser a própria vítima.

O corpo de Sabrina somente foi encontrado após quatro dias. O caso foi registrado como homicídio qualificado no Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) de São Paulo.