Homem é preso por matar cães e vender carne como se fosse de bode

Por Thiago Quara em 14 de janeiro de 2022 às 14:40 | Atualizado 14 de janeiro de 2022 às 14:40

Brasil – Após denúncias um homem foi detido pela polícia por maus-tratos contra animais. Na casa dele, havia carcaças de cachorros, fezes e animais bastante doentes e debilitados. O caso ocorreu no bairro do Ibura, na Zona Sul do Recife, capital de Pernambuco.

Os maus-tratos foram descoberto pela protetora de animais Maria do Carmo Figueiredo França de Souza, conhecida como Carmo Proteção. Ela disse que foi até a casa do homem na noite do sábado (8) e que, no local, encontrou as carcaças, além de 17 animais maltratados.

De acordo com testemunhas, a carne teria sido vendida como se fosse de bode.

A denúncia é investigada pela Polícia Civil pernambucana. Maria do Carmo relatou que isso foi dito por pessoas que estavam no local e também foi questionado ao homem, que apontou a participação da esposa no caso.

De acordo com a Polícia Civil, o homem foi autuado por maus-tratos contra animais e foi conduzido à Delegacia de Boa Viagem. O homem foi solto no domingo, em audiência de custódia realizada pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE).

Mesmo sem condições de cuidar dos bichos, Maria do Carmo resgatou 17 animais e os levou para casa, entre cães, gatos, periquitos, galinha e galo. “Eu não tenho condições de cuidar. Não tenho ração suficiente nem tenho recursos para cuidar. Tem muitos com tumores, feridas. Ele vivia com um ferro batendo neles”, afirmou.

Deixe seu comentário