Desembargadora solta presos da operação Cashback que desviaram 600 milhões da saúde e revolta população - Portal CM7 - Notícias de Manaus e Amazonas


Desembargadora solta presos da operação Cashback que desviaram 600 milhões da saúde e revolta população

Postado por Redação - 15/10/2018 11:17    

Manaus – A operação foi deflagrada na última quinta-feira, 11/10, pela Polícia Federal como desdobramento da Manaus Caminhos e que investiga desde 2016 um esquema de desvios de milhares de verbas da Saúde do Amazonas.

Quatro presos durante a operação Cashback ganharam liberdade neste domingo, 14/10. A desembargadora Maria do Carmo Cardoso, corregedora do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), mandou soltar Yuri Ferreira Sabá; Wecyscley Acedo de Oliveira; André Luis Barreto Becil; e Sérgio Roberto Melo Bringel, que é empresário e dono do Grupo Bringel, que presta serviços hospitalares ao Estado do Amazonas.

A desembargadora aceitou os pedidos de liberdade por habeas corpus solicitados pelos advogados de defesa dos investigados. O empresário Murad Abdel Aziz, que é irmão do senador Omar Aziz (PSD), o advogado Lino José de Souza Chíxaro, ex-deputado estadual e ex-presidente da Companhia de Gás do Amazonas (Cigás), entre outros continuam presos.

Ao todo, 11 pessoas foram presas na Operação Cashback. Todos estavam detidos no Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM) e Feminino (CDPF), localizado no Km 8 da rodovia BR-174.

De 2016 até agora, vários secretários e até o ex-goverandor José Melo, a ex-primeira dama Edilene Barbosa chegaram a ser presos em operações que investigam desvios de recursos da saúde.

Fonte Correio da Amazonia

Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie nas Últimas Notícias
 
Aplicativo da Rádio CM7