Manaus – O titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Paulo Martins, afirmou na tarde desta sexta-feira (4), que o caso em torno do homicídio do engenheiro Flávio Santos está quase solucionado e um dos presos confessou o crime. 

“Um deles assumiu a autoria do crime, mas não vamos revelar para não atrapalhar as investigações. Agora a polícia quer descobrir se o crime aconteceu dentro ou fora do condomínio”, disse o delegado. 

O crime ocorreu no último domingo dia 29.  Flávio foi visto com vida pela última vez em um encontro de amigos na casa de Alejandro Valeiko, filho da primeira-dama de Manaus e enteado de Arthur.