Amazonas – Na madrugada desta quinta-feira (6), uma bebê de apenas 3 meses de vida foi brutalmente espancada, estuprada e morta no município de Autazes (distante à 112 quilômetros da capital Manaus), e os principais suspeitos desse crime bárbaro, são os próprios pais da criança, uma mulher de 31 anos e um homem de 37.

A vítima ainda foi levada com vida ao hospital do município pelos pais, alegando que a criança havia sofrido uma queda. Mas os médicos daquela unidade ao avaliarem melhor a criança, encontraram diversos hematomas pelo corpo, o que confirmava o crime de maus-tratos. A criança não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo.

De acordo com o laudo médico, foi constatado que a criança morreu de traumatismo craniano e ainda teve o hímem violado, confirmando o estupro. Os pais da bebê foram presos como principais suspeitos e acusados por homicídio qualificado.