Manaus – O mundo do dinheiro fácil e a facilidade em obter vantagens tem atraído muitas jovens para o mercado sexual, muitas delas usadas por facções criminosas para intimidar adversários na briga por ‘Bocas de Fumo e território na capital amazonense’.

Essa facilidade em obter bens materiais e uma vida fácil regada a luxo, tem ceifado a vida e destruído o sonho de diversas famílias e jovens na briga incessante do ‘Tráfico de Drogas’.

Uma série de assassinatos tem ocorrido nos últimos dias em Manaus, garotas de programas executadas no centro da cidade, a maioria próximo a boate onde trabalhavam.

O caso mais recente ocorreu na noite da última quarta — feira (20) a garota de programa Mayara Crysten Ferreira Costa de 32 anos foi executada com quatro tiros à queima-roupa na rua Lobo D’Almada (rua da Boates) no centro de Manaus. Dois homens não identificados chegaram atirando contra a mulher. Informações repassadas pela polícia indicam que ‘Mayara’ conhecida no ponto onde trabalhava como ‘Xereca do tráfico’ era mulher de um traficante preso na Unidade Prisional do Puraquequara (UPP).

Outro caso que ganhou repercussão nacional foi a execução da ‘Barbie do tráfico’ identificada como Fernada Carolina Chaves Pinho, 25, conhecida por fazer a chamada ‘Casinha’ para desafetos de traficantes que comandam o tráfico de drogas na cidade. ‘Barbie’ é apontada como X9 e teria fornecido informações para a polícia das facções criminosas que atuam no Estado.

O principal suspeito das mortes seria soldado do traficante ‘ Franciomar’ vulgo frango identificado apenas como ‘João’ a polícia civil através da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), está investigando o caso.