Manaus – A decisão do juiz, que tem caráter liminar (pode ser revertida), os comentários feitos pelo apresentador do programa Alerta Amazonas “ultrapassaram os limites do direito à informação, de maneira que adentraram à esfera dos direitos de personalidade”. A ação contra o jornal A Crítica para que fossem retirados dor ar qualquer comentário feito pelo apresentador Sikêra Jr., referente ao caso do assassinato do engenheiro. O pedido foi atendido pelo juiz da 14ª Vara Civel do Tribunal de Justiça do Amazonas.

Multa

Se A Crítica não cumprir a decisão, deve pagar multa diária de R$ 10 mil. Os vídeos foram tirados do ar ontem (12), e a empresa vai recorrer da decisão para que o conteúdo volte a estar disponível ao público na internet e seu apresentador, que comanda um dos programas de maior audiência da emissora, possa exercer com liberdade seu direito de crítica e informação. A Crítica entende que esse direito está sendo cerceado.

O caso

O homicídio do engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos, ocorreu na noite do dia 29 de setembro após uma festa na casa do enteado do prefeito de Manaus, Alejandro Molina Valeiko. O corpo da vítima foi encontrado no dia seguinte no bairro Tarumã, na Zona Oeste de Manaus.

Além de Alejandro Valeiko, outros cinco suspeitos de participarem do crime estão presos, José Edvandro Martins de Souza Junior, 31 anos; Elielton Magno de Menezes Gomes Junior, 22 anos; O chefe de cozinha Vitorio Del Gatto, que morava na residência; O policial militar Elizeu da Paz de Souza, 37 anos, que está lotado na Casa Militar da Prefeitura de Manaus e, conforme investigações, seria segurança de Alejandro e Mayc Vinicius Teixeira Parede, 37 anos.