Manaus – O empresário e diretor da empresa Cometais Indústria e Comércio de Metais, Valter Ribeiro, pode ser um dos alvos da investigação da Operação Seronato, deflagrada nesta sexta-feira, 15, pela Polícia Federal para apurar crimes como corrupção passiva, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. Conforme apurado pela reportagem, agentes da PF estiveram hoje pela manhã na residência do empresário, no condomínio Ephigênio Salles, localizado na avenida de mesmo nome, Zona Centro-Sul de Manaus, onde cumpriram mandado de busca e apreensão.

O condomínio Vila Rica, também na avenida Ephigênio Salles, onde mora a mãe do deputado Delegado Pablo (PSL), a ex-diretora-presidente do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam), Eda Maria Oliva Souza também foi um dos locais onde a PF esteve. Ambos são alvos da Operação Seronato. No total, a PF cumpriu seis mandados de busca e apreensão na manhã desta quinta.

 

O Deputado Federal Pablo Oliva, que é delegado da Polícia Federal licenciado é um dos alvos principais da operação, assim como a sua mãe, um outro familiar do parlamentar que não teve o nome divulgado; dois empresários, um deles, conforme uma fonte revelou que  Valter Ribeiro e, uma ex-sócia de uma das empresas envolvida na investigação da PF.

Conforme apurado pela reportagem, Valter teria comprado uma empresa da mãe de Pablo Oliva e a Polícia Federal estava investigando a prática de lavagem de dinheiro.

O delegado Pablo foi eleito deputado federal em 2018 pelo Amazonas com a segunda maior votação 151.649 votos depois de campanha voltada ao combate a corrupção e com o apoio do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Delegado federal desde 2007, Pablo participou de uma das fases da Operação Maus Caminhos deflagrada em 2016, que revelou um dos maiores esquemas de corrupção de desvios de verba pública direcionada à saúde do Amazonas e, que gerou a prisão de ex-secretários de Saúde do Estado e, até do ex-governador José Melo (Pros).

 

Fonte O poder